Igreja do Deus Vivo     Tel:(011) 3107-1817        igreja@igrejadodeusvivo.com.br

Nossa História

Igreja do Deus Vivo Oficial

Certificado de Registro de Marca nº 830000844

Registrado no INPI (Instituto Nacional de Propriedade de Marca)

A fundação espiritual da obra Igreja do Deus Vivo, teve seu início no dia de Pentecoste no mês de Junho de 1959.

A sua fundação jurídica em 16 de Outubro de 1960 e o nome "Deus Vivo" foi registrado em 15 de Novembro de 1962.

 

O missionário Sinésio Cagliari é o presidente-fundador da obra do Deus Vivo.

 

A matriz é a igreja da Brasilândia, porém, após a fundação da igreja na Praça Carlos Gomes, em Setembro de 1972, o Pastor Sinésio centralizou toda a parte administrativa nesta sede, devido a sua localização.

 

A missão de toda obra é anunciar o amor de Deus a todas as pessoas. Este trabalho é realizado através da assistência social e principalmente, através dos cultos e orações que são dirigidos a todos aqueles que necessitam de ajuda espiritual.

 

A igreja está aberta todos os dias e em todos os períodos realizam-se cultos.Conheça a trajetória que Deus usou para abençoar nossa gente,nesta denominação.

Nossa Visão

I – Nomenclatura

 

Primeira carta de São Paulo a Timóteo (3:14-15)“Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te bem depressa. Mas, se tardar para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a Igreja do Deus Vivo, a coluna e firmeza da verdade”.

 

Aqui está a posição de São Paulo, dando o nome para igreja, não bem um nome, mas qualificando a igreja como propriedade de Deus.

 

Igreja do Deus Vivo: É a Igreja que pertence a Deus.

 

Uma pessoa quando vê o nome Igreja do Deus Vivo, ela pode tanto tomar uma posição, como sendo uma propriedade de Deus ou apenas como um nome. Mas qual sentido tinha as palavras do Apóstolo Paulo em relação à Igreja do Deus Vivo? A que Paulo se refere?Então vamos ler evangelho de São Mateus (16:16-19):“Então Simão Pedro, respondendo disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus Vivo. E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem aventurado és tu, Simão Barjonas, porque tu não revelou a carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus. Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; E eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”.Na expressão, “Sobre esta pedra fundarei a minha igreja”, Jesus nos leva a entender que a igreja foi fundamentada sobre Pedro, mas a rocha firme da fundação é Jesus, o qual é o autor e consumador da fé e da Igreja, pois, tudo sub existe para Ele e por Ele, sendo Ele a cabeça do corpo. Pedro que significa pedra pequena, foi o primeiro apóstolo, e ele através da revelação de Deus reconheceu que Jesus era o próprio filho do Deus Vivo. Sendo Ele o filho, a igreja pertence a Ele, pois, o Pai e o Filho são um. A igreja é de Deus, mas ela passa por Jesus, e a sua entrega se dará no fim dos tempos quando o próprio Jesus sujeitar-se e entregar tudo a Deus (I Co 15.28). Por enquanto a igreja é de Jesus, Ele é o mediador, portanto a Igreja do Deus Vivo é a igreja do Senhor Jesus Cristo.

 

II – Edificação

 

Nós sabemos que a Igreja do Deus Vivo, após os primeiros séculos, num certo sentido parou, pois a história não se referiu mais a ela. O que terá acontecido durante este tempo?Vamos agora ler, carta de São Paulo para Filipenses. (1:12-18), e ver o ocorrido:“E quero, irmãos, que saibais que as coisas que me aconteceram contribuíram para maior proveito do evangelho. De maneira que as minhas prisões em Cristo foram manifestas por toda a guarda pretoriana, e por todos os demais lugares. E muitos dos irmãos no Senhor, tomando ânimo com as minhas palavras mais confiadamente, sem temor. Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros, de boa mente. Estes, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Aqueles, contudo, anunciam a Cristo por contenda, não sinceramente, julgando suscitar aflição as minhas cadeias. Mas que importa? Contando que Cristo, de qualquer modo, seja anunciado, ou por pretexto ou de verdade, nisto me regozijo, sim, e me regozijarei”.

 

O Apóstolo narra em sua carta, que devido a sua incapacidade por estar preso, o evangelho estava sendo pregado por pessoas não preparadas, das quais algumas estavam pregando sinceramente e outros somente por benefícios próprios.

 

Carta de São Paulo aos Efésios (2:20-22).“Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo o próprio Cristo Jesus a principal pedra angular. Nele todo o edifício bem ajustado cresce para templo santo no senhor. E nele também vós juntamente sois edificados para a morada de Deus no Espírito”.E também devemos ler, a primeira carta de São Paulo aos Coríntios (3:10-15).“Segundo a graça de Deus que me foi dada pus eu, como sábio construtor, o fundamento, e outro edifica sobre ele. Pois ninguém pode por outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento levantar um edifício de ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará: porque o dia a demonstrará, pelo fogo será revelada, e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se a obra que alguém edificou sobre ele, permanecer, esse receberá galardão. Se a obra de alguém queimar, sofrerá perda; o tal será salvo, todavia pelo fogo”.“Eu como sábio construtor lancei o fundamento". Estas são palavras do Senhor Jesus.

A igreja é edificada sobre o fundamento que é Cristo e os apóstolos. Agora cada um, está construindo a sua denominação, de uma maneira, ou de outra, com a sua interpretação, intenção, interesse e com a sua visão. E a provas pelas quais irão passar, vão identificar suas obras. E no dia do Juízo é o Senhor Jesus quem vai julgar. Mas o alicerce está colocado e não pode ser mudado, se alguém quiser iniciar o movimento hoje em dia, vai ser a partir do que já está estabelecido. O alicerce do cristianismo é a Igreja do Deus Vivo.

 

 

III – Missão

 

Nos últimos dias, Deus tem nos direcionado sobre a missão da Igreja do Deus Vivo, que é a proposta deste seminário. Por causa da Igreja o Apóstolo Paulo escreveu a segunda carta a Timóteo (2:10-11)“Por este motivo, tudo suporto por amor dos eleitos para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus, com glória eterna. Fiel é esta palavra. Se já morremos com Ele, também com Ele viveremos”.

 

Paulo suportou toda a tribulação e luta, por causa dos eleitos, para que eles encontrassem a salvação que há em Jesus. É bom salientarmos que há diferença entre a salvação e a evangelização. A evangelização é necessária, para alcançar todas as pessoas, porém, a salvação é a principal. Porque muitos serão chamados, mas poucos escolhidos. A nossa igreja trabalha com estas duas visões: A salvação e a evangelização. As duas são absolutamente necessárias para o desenvolvimento do evangelho. Este seminário por exemplo, tem como objetivo a salvação.

 

O apóstolo Paulo tinha a visão da evangelização e da salvação, por causa dos salvos e escolhidos. Ele estava disposto e decido a sofrer qualquer coisa e pagar qualquer preço por isso.

 

O que está escrito aqui, é um pouco difícil de compreender, porque o meio evangélico nos dias de hoje, enfoca muito a prosperidade do crente, as benção, bens materiais, curas e etc. Já a salvação não esta tendo a devida importância, a não ser em igrejas mais tradicionais. A mídia e o evangelho fácil massificaram a evangelização, que como foi dito é necessária. Porém a salvação é fundamental, porque o que adianta, evangelizar todo mundo e não salvar ninguém. Evangelizar, é a pessoa tomar conhecimento da graça que há em Cristo.

 

A segunda parte, é desenvolver a salvação. Para tanto, serão necessários esforços, dedicação, trabalho, conhecimento, perseverança e outros fatores, que são à base da Igreja do Deus Vivo.

 

 

IV – As primeiras denominações

 

Depois de alicerçado o evangelho começou a ser divulgado, então surgiram as várias denominações, onde cada uma prega a verdade completa, ou o evangelho parcial. O importante é que o evangelho seja divulgado.No século III, o cristianismo foi oficializado pelo imperador Constantino, que fez uma espécie de anistia para a cidade de Roma. Uma vez oficializada a Igreja enfrentou outros problemas, porque houve a adesão de pagãos para o evangelho.Havia naquele tempo a conversão dos judeus, principalmente dos que pregavam a filosofia dos gregos, o que influenciou muito, eles tinham a filosofia da fé. Acreditavam em Deus, e nos seus preceitos e que Ele é o criador, mas não tinham fé. Junto com os cristãos convertidos que passavam pela experiência do arrependimento, do batismo com o Espírito Santo, do novo nascimento, foram admitidos pessoas, que não tinham muitas experiências. Então houve uma fusão do Cristianismo entre o paganismo e os verdadeiros convertidos.

 

Nesta fase a igreja passou receber investimentos de autoridades seculares, para construção de templos. E com a influencia destas, surgiu à igreja católica. Essa igreja foi admitindo uma série de heresias, o evangelho natural foi ficando sem expressão na história e surgiu uma igreja tradicional. Houve a união da igreja de Jerusalém com a igreja Romana e o Evangelho foi ficando misturado com a filosofia, surgindo mais e mais heresias.

 

A Igreja do Deus Vivo, deixou de existir e ter expressão, até que entre os séculos XV e XVI, Martin Lutero inicia um movimento conhecido como a Reforma. Após esta fase surgiram muitas denominações, e estão surgindo até os dias de hoje. Mas não havia ressurgido a Igreja do Deus Vivo. Ela não havia se levantado, foi então que em 1960, através de uma revelação de Deus, que a Igreja do Deus Vivo foi reerguida.Podemos observar que a maioria das denominações, seus lideres ou fundadores tem sua base formada em outra igreja, freqüentou cultos diversos, participou de reuniões e eventos evangélicos, teve uma experiência com Deus e por um motivo qualquer decidiu formar uma nova denominação, surgindo assim uma nova igreja.Com a Igreja do Deus Vivo, não foi assim.

 

V - A Revelação

 

Tudo começou em um centro espírita, seguindo a filosofia de Alan Kardec, fazendo muitas caridades, pregando o evangelho segundo essa doutrina. Foi nesse tempo que Deus se manifestou, revelou a sua igreja. Sem a influência de outras denominações e fez ressurgir a Igreja do Deus Vivo, até hoje temos entre nós, pessoas que participaram desta fase, como o caso da nossa irmã Jovina e seu esposo.Na revelação, Deus disse, que estava levantando esta igreja porque, havia muitas que não estavam do seu agrado, ela surgiria para desmanchar a mentira e falar a verdade. Naquele momento Deus revelou o plano dessa igreja e só mais tarde ele traria a revelação mais clara. No ano 2002, a revelação foi novamente manifestada. Neste mesmo ano entre agosto e outubro, passando crises com a igreja, em meio às orações, Deus revelou qual é o segredo desta igreja. O que Ele quer é: Que esta igreja seja o alicerce do Cristianismo e que toda igreja evangélica, se una com esse nome, sim você não leu errado: TODA IGREJA EVANGÉLICA SE UNIRA COM ESSE NOME.

 

 

VI – A Convenção

 

Para viabilizar o projeto pensamos na CONVENÇÃO da Igreja do Deus Vivo, ou seja, vai existir a igreja matriz e as filiadas. As denominações adotarão esta visão e através da convenção irão filiar-se a matriz. A Igreja do Deus Vivo deverá crescer, pois, ela é a Igreja do Senhor Jesus, baseada na palavra de São Paulo. Sobre este alicerce poderá se levantar diversas denominações, desde que aceitem a doutrina básica da fé em Jesus, o batismo e a conversão. As denominações poderão crescer cada uma com a sua liberdade, ligadas a um único nome, como por exemplo, uma pessoa que tem um nome e o sobrenome. Tem o nome próprio e no sobrenome ele trás da sua raiz, o meu por exemplo é Sinésio Cagliari, que vem da Itália. Cada igreja vai trazer o nome próprio e o sobrenome vai ser do Deus Vivo. O sobrenome Deus Vivo é a raiz do Cristianismo, ela esta fundamentada sobre este alicerce é ninguém poderá mudar. O trabalho que temos pela frente e regimentar, divulgar e receber as denominações que queiram se unir a esse nome. Quando esse nome crescer, Deus já me mostrou, a Igreja Católica vai mudar, Ele tirará as suas heresias, e ela será reformada. E quando isto acontecer, será a preparação para a volta de Jesus. Haverá somente um cristianismo.Mas o que quer dizer diversas denominações?É o que Jesus disse: “Eu sou a videira, e vocês são os ramos, toda vara que esta em mim, meu Pai limpa para que dê mais frutos ainda. Mas toda a vara que esta em mim e não der frutos, essa será cortada”. Então as denominações vão estar ligadas a Igreja do Deus Vivo, juntas irão trabalhar em prol do crescimento, mas o aperfeiçoamento é Deus quem vai dar. Jesus é a videira verdadeira e cada igreja, uma vara. Se ela trabalhar e agradar a Deus, Ele vai ajuda-la, o próprio Espírito Santo vai orienta-la a como crescer, expandir-se e vai limpa-la, e assim ela dará mais frutos. Caso contrario, ela vai perecer.Hoje é diferente, se você quer abrir uma igreja, você faz um estatuto, depois vai ao cartório e registra, prosseguindo com a sua denominação, sem um vinculo, sem uma união. Na verdade as igrejas estão em mundos separados, brigando entre si, buscando seus próprios interesses. Isso deve acabar, Jesus quer a união do todo, respeitando a individualidade de cada um, respeitando a posição, o estagio, a experiência de cada líder ou de cada denominação. A Igreja do Deus Vivo é o alicerce. Quando Ele, formou esta igreja, ele tinha esta intenção. Como houve um acidente de percurso, a igreja não pode fazer isto sozinha. A Igreja do Deus Vivo, estava crescendo, só ela iria influenciar as outras.

 

VII – As Filiações

 

Vamos começar pela convenção. Ela vai ceder o nome a todos que quiserem usar, após a confirmação do compromisso, com a doutrina básica. Então será possível abrir uma igreja filiada, por exemplo, “Igreja Evangélica de Perus do Deus Vivo”.O Deus Vivo vai ser o sobrenome para todas as denominações. Com o vinculo as demais igrejas poderão ter seu próprio estatuto, plena liberdade e responsabilidade. Não haverá prisões, terá apenas o vinculo com a matriz. A matriz trabalhará para que haja um crescimento, e a cada adesão ela ficará ainda mais forte. As filiadas vão dar alguma ajuda para manter este nome em atividade e pleno crescimento.Esse movimento vai acontecer, não sei se no meu tempo, Deus é quem sabe. Eu só sei que Deus tem um pouco de pressa, ele vai agir, ele reformará a igreja católica. Então o cristianismo vai ter suas ramificações com a raiz na igreja de Jesus; que é a Igreja do Deus Vivo. Porque a Igreja do Deus Vivo não é simplesmente um nome, mas, é a igreja de Jesus. Os lideres dos diversos ministérios precisarão compreender que a igreja é de Jesus e não propriedade deles, somos parte da igreja, mas, a igreja é de Jesus.Jesus e os apóstolos são o fundamento, ninguém poderá anular os acontecimentos. Eles pagaram o preço com própria vida, tornaram-se o alicerce e o fundamento. E isso é imutável, a glória é deles, nós estamos edificados sobre este fundamento com a permissão de Deus, nós também podemos ter a nossa glória, porém devemos servir a Deus com obediência.Vamos ler o evangelho de João 10.16.“Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco. A mim me convém agrega-las também, elas ouvirão a minha voz, e haverá uma só rebanho e um pastor”.O próprio senhor Jesus já profetizou, anunciou que vai haver um só rebanho, e um só pastor. A igreja católica tentou conduzir o evangelho no mundo sobre a direção do Papa, não conseguiu porque não é desta forma. Haverá liberdade, porque cada um vive um momento e uma situação, não podemos generalizar, nem impor nada. Como vemos hoje, temos diversas igrejas, umas guardam o sábado. Outras usam o véu e outras não usam. Umas são liberais nos usos e costumes, já outras são bastante conservadoras. Deus está abençoando e apoiando a todas, porque cada uma esta fazendo o seu trabalho. Jesus certa vez, foi procurado por João e pelos discípulos, dizendo: “Senhor, nós vimos uma pessoa expulsando os demônios e não nos segue, quer que nós o proibamos?” Então Jesus disse: “Não, não vai proibir, pois quem é por nos, não será contra nós”.(Marco 9.38-40). Se não esta contra, está favor, cada um prega de uma forma ou de outra. Nós não podemos exercer exclusividade. Devemos ter união com liberdade, sobre o alicerce. Jesus é o bom pastor, que deu a sua vida por suas ovelhas. Ele iniciou esse movimento e é dele a igreja, e de mais ninguém. Nós somos somente despenseiros da graça de Deus, ou ministros dos seus sacramentos. As igrejas devem estar unidas ao principio da Igreja do Deus Vivo, que é a igreja formada pelo senhor Jesus. Que ele não deu nome, mas, que São Paulo e os apóstolos falaram: a Igreja é do Deus Vivo.Quantas igrejas estão pregando o Deus Vivo? Quem é que não aceita o Deus Vivo? Eu já ouvi pregador dizer: “Eu também sou do Deus Vivo”. Então devemos legalizar isso. Não temos como negar que as diversas igrejas são do Deus Vivo. Temos que organizar estes detalhes para crescer. O plano de Deus, é que as denominações cresçam em um sobrenome. Que é Igreja do Deus Vivo. Quando esse nome estiver legalizado, fundamentado e fortalecido vai chegar o momento certo em que a Igreja Católica, sofrera a sua reforma. Ela também terá que usar esse nome. Igreja Católica Apostólica Deus Vivo. Deus sabe como chegar lá, não vou explicar detalhes, só que esse nome tem que estar legalmente grande e forte. E esse não vai ser trabalho de uma denominação, mas de todas através deste nome. Quando a Igreja católica, também estiver reformada e houver um só cristianismo e um só pastor que é Jesus, este movimento antecederá a volta de Jesus a Terra. Um dia até os judeus vão ter que aceitar a Jesus e filiar-se como membro do Deus Vivo. Então acontecerá à volta de Jesus. Quando Ele voltar, encontrará um só rebanho, e Ele vai ser o pastor. Os que não concordarem, e continuarem com suas heresias, vão ser excluídos do cristianismo. A Igreja Cristã vai ter esta conotação, essa visão. O que estamos estudando é algo muito serio, muito importante, jamais iria pensar numa coisa dessas, mesmos porque estamos num numero reduzido. Mas, se voltarmos ao passado e lembrarmos que Jesus iniciou a Igreja com 120 pessoas, temos que ter esperança. Porque Deus não se prende a quantidade, mas a qualidade.

 

Eu quero fazer uma observação lendo o livro de João 6:66-69

 

“A partir de então, muitos dos discípulos voltaram atrás e já não andavam com ele. Então, perguntou Jesus aos doze. Não quereis vos também vos retirar? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos nós? Só Tu tens as palavras da vida eterna. Nós cremos e conhecemos que tu es o cristo, o santo de Deus. Respondeu-lhe Jesus: Não vos escolhi eu aos doze? Contudo, um de vos é o diabo”.Quando Jesus fez esta pergunta aos discípulos, Pedro já sabia que Jesus, era o Santo de Deus, ele entendia a missão de Jesus em fundar a Igreja. Jesus já havia constituído os 70 discípulos. Evangelho de Lucas 10:1-2

 

“Depois disto designou o Senhor ainda outros setenta, e mandou-os adiante de Si, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde Ele havia de ir. Disse-lhe: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos. Rogai, pois ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara”.

 

Vamos analisar o regresso dos setenta em Lucas 10:17-20

 

“Voltaram os setenta com alegria dizendo: Senhor pelo Teu nome, até os demônios se submetem, mas ele lhe disse eu vi a satanás, como um raio a cair do céu. E eu vos dei autoridade para pisar em serpente e escorpiões, e toda força do inimigo, e nada vos fará dano algum, mas vos alegreis porque os espíritos se vos submetem, alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus”.Então estes setentas discípulos enviados por Jesus expulsaram demônios e curaram enfermos. Quando Jesus deu o sermão sobre a santa ceia, que está em João 6:66, eles o abandonaram, ficando somente, os doze com um compromisso de seguir a Cristo.

 

Então, o que é a Igreja do Deus Vivo?

 

A Igreja do Deus Vivo espiritualmente e visualmente falando, são os membros que apresentam essa característica: não se escandalizam com a palavra de Jesus. São como Jesus classificou a Pedro, pedras fortes e seguras. São pessoas com raízes, que sabem defender a sua visão e posição.Porém, muitos ainda não são assim, não chegaram a este estágio, claro que podem e devem chegar, dependendo da sua dedicação e dos seus esforços, mas a verdadeira Igreja do Deus Vivo, é composta de membros que já são pedra, firmes na fé. Os outros são como os setentas, que abandonaram Jesus, eles estavam experimentando ser como os apóstolos, mas, não estavam preparados. Então os apóstolos fizeram sua escolha, foram a essência, e dos 70, somente os 12 estavam dispostos, a pagar o preço, e sofrer o sacrifício dessa posição, com suas conseqüências por amor à igreja.

 

Deus vai proibir de pregar o Evangelho?

 

Não, ele não vai excluí-la. A Igreja do Deus Vivo vai continuar como placa e com os membros. As filiadas estarão ligadas a ela espiritualmente. Em cada igreja haverá pessoas qualificadas no sentido legal e espiritual com a nova visão.

 

Podemos nos perguntar: porque estamos perdendo tantos membros?

 

Por causa dessa qualificação. As pessoas eram curadas, abençoadas, mas na hora de uma perseguição, uma tribulação, elas não permaneciam. Recebiam propostas aparentemente melhores e assim decidiam-se por não ficar. Os que tem permanecido, são realmente os fieis, podemos classifica-los, assim: como pessoas selecionadas. Quem entre nós não recebeu algum tipo de proposta, de mudar para outra igreja? Acho que todos vocês. Propostas são: insinuações, oferecimento de dinheiro, e aqueles que resolveram ficar, são os que abraçaram a idéia.Jesus foi abandonado, alguns não quiseram segui-lo a partir daquela visão, e Jesus ficou somente com os 12, Pedro tomou uma posição e disse: “Só Tu tens as palavras de vida eterna, para onde nós vamos?”. Talvez ele tivesse muitas propostas, pois naquele tempo já havia muitos movimentos e Pedro falou: “Eu vou pra onde”. Jesus começou este movimento que iria alcançar o mundo inteiro somente com os doze apóstolos.Só Deus sabe como tudo vai ser desenvolvido para que haja a salvação do mundo. Precisamos ter pessoas dispostas a trabalhar com base nesta visão, dedicar sua vida a esse plano.

 

VII – A Implantação

 

A igreja entrara numa outra fase.

 

Primeiro vamos formar filiações com igrejas pequenas e grandes. Parceiras da Igreja do Deus Vivo. Tudo isso para tornar esse nome forte e grande, então, poderemos reformar a Igreja Católica, para em fim haver um só rebanho e um só pastor do cristianismo. Nessa fase, Jesus disse que vai influenciar e ganhar o mundo. Porque Ele mesmo delegou esta função a igreja. O mundo inteiro precisa ser evangelizado. Temos a China com bilhões de pessoas que ainda não foram evangelizadas. Existe países que nunca ouviram falar do evangelho. Os mulçumanos, por exemplo não aceitam este evangelho. Isso será para uma outra fase. Mas será esse o caminho que Jesus vai seguir, preparando a sua volta para buscar a sua igreja.

 

Em todas as igrejas Jesus encontrou falhas, segundo as cartas em Apocalipse, Ele deu esse recado “Arrepende-se, conserte-se antes que eu venha”.

 

Vamos dizer que muitas denominações estarão filiadas a Igreja do Deus Vivo. Com esta filiação as denominações não perderão suas características, apenas se edificarão sobre o alicerce que é a Igreja do deus Vivo, ou seja, terão total liberdade, mas dentro da visão. Para tanto a igreja deverá ter uma comissão composta por pessoas firmes nesta visão. Elas terão que estabelecer um parâmetro de atividade que garanta a fidelidade aos princípios da visão. A igreja que não estiver dentro da Convenção, poderá ser repreendida, espero que todos entendam, que o modelo inicial foi a igreja fundada por Jesus, e a que tudo será feito para honra e glória de Deus.Tudo que foi dito hoje é um resumo. Vou fazer uma pergunta baseada em (Atos 21-13):

 

“Mas Paulo respondeu: Que fazeis vós, chorando e magoando-me o coração? Porque eu estou pronto não só pra ser preso, mas até para morrer em Jerusalém, pelo nome do senhor Jesus”.

 

Nos dias da igreja primitiva a bíblia relata que havia o Apostolo Paulo, só ele estava disposto a morrer pelo evangelho, ele atingiu um nível alto de maturidade. Você conhece algum líder disposto a morrer pelo evangelho? Que esteja preparado e disposto a tudo isso?

 

Então irmão a Igreja do Deus Vivo fundada por Jesus e o apostolo São Paulo, reerguida em 1960 vai ocupar este espaço que é: ser o alicerce e a base.

 

Vou precisar da atenção de todos, para delinear o plano. Para isso precisaremos de sugestões e inspirações. Tudo ocorrera da seguinte maneira: precisaremos formar uma comissão, com pelo menos um representante de cada igreja do nosso Ministério. Um membro por exemplo da Carlos Gomes, um de Itaquera, e etc. Depois junto com a comissão algumas pessoas realizarão eventos, seminários, livros, CD’s, fitas, VHS, Site, impressões, e etc que exponha a idéia. Então com essa comissão, uns irão cuidar do CD, gravando, divulgando e distribuindo. Outros terão que cuidar do Site, fazendo contatos com as outras igrejas e que faça a ponte entre os dados e a pessoa responsável pela criação do Site. O programa de Radio, já esta sendo encaminhado. Pois haverá muito trabalho para que outras igrejas aceitem a filiação.

Para tanto precisamos de pessoas que possam doar o seu tempo livre, que possam ser voluntárias. Marcaremos reuniões, onde iremos distribuir tarefas e responsabilidades.

 

Fui apenas o canal para levar a vocês esta visão. Vou estar supervisionando, com mais algumas pessoas. Tem muitos jovens, dispostos ao trabalho.

Deus tem nos dado uma visão e tanto, era somente para a Igreja do Deus Vivo. A expansão da idéia é recente, muitas pessoas não pensaram nisso. Mas eu penso, e serei cobrado se não viabilizar tudo. Esta visão esta sendo a minha paixão. Podemos adotar este termo. E chegará o dia em que ouviremos: “Eu ouvi a palestra, me interessei e vou cooperar. Quero ajudar nesta obra, sou voluntário”. E tudo isso vai acontecer porque vem de Deus.

Cadastre-se para receber nossas newsletters

Endereço: Igreja do Deus Vivo Oficial

Praça Carlos Gomes, 52 - Liberdade Tel:(011) 3107-181

Enviando formulário…

O servidor encontrou um erro.

Formulário recebido.

Igreja do Deus Vivo Oficial @ 2016